Como é a sua convivência com seus vizinhos hoje? Algumas atitudes são capazes de tornar tudo mais harmonioso.

2020 e 2021 foram marcados por um grande período de todos em casa e, com isso, o aumento de conflito entre vizinhos disparou. Entre março e agosto, a Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios (AABIC) chegou a registrar um aumento de 300% nas reclamações.

A expectativa é que a situação melhorasse no decorrer dos meses, mas a realidade foi bem diferente. Segundo pesquisa feita em condomínios, 43% dos síndicos entrevistados constataram um aumento no número de ocorrências de barulhos e brigas entre vizinhos. 

Não é nenhuma novidade, o artigo 133 do código civil estabelece que o condômino não pode usar o espaço de maneira que acarrete prejuízo ao sossego, salubridade, segurança ou bons costumes. Sendo assim, o bom senso deve sempre prevalecer.

Convivendo bem com os vizinhos

Garantindo sossego

A perturbação do sossego sempre foi um grande problema, mas durante a pandemia a questão se tornou ainda mais séria. Todos se recolheram em seu lar enquanto o home office se tornou uma realidade frequente. As crianças também passaram a ter de ficar em casa e a necessidade de obras e reformas cresceu por conta disso.

Normalmente, é permitido fazer obras das 9 às 17h, mas quando falamos em pandemia, algumas situações fogem do que estamos acostumados. Por isso, foi e ainda é essencial que o síndico crie um regramento que se encaixe a realidade de todos os moradores.

Salubridade com todos os vizinhos

A salubridade está diretamente ligada a questões sanitárias comuns. Na pandemia, a produção de resíduos por moradia aumentou. Com isso, respeitar o acordo e fazer o descarte de maneira organizada é algo essencial. Um condômino que descarta seu lixo de qualquer jeito criará problemas com seu vizinho.

Outra questão que não pode ser esquecida é de animais domésticos. Esse é um ponto que levanta bastante discussão, mas desde de 2019, o Superior Tribunal de Justiça decidiu que um condomínio residencial não pode proibir a criação e a guarda de animais, seja qual for sua espécie, em unidades autônomas. Isso, considerando que o animal não apresente risco à segurança, saúde e sossego dos demais moradores.

Entretanto, mesmo com este fato, a convenção condominial pode agir em casos específicos contra algum animal ou morador que não esteja atendendo as condições citadas. Negligenciar a limpeza, causando mau cheiro, doenças e insetos, ou casos de animais atacando pessoas, ou fazendo barulho fora do horário permitido pode acarretar problemas.

Segurança

As compras por aplicativo cresceram na pandemia e um questionamento bastante comum: o entregador deve entrar ou o morador deve ir até a portaria? Bom, isso depende. Algumas legislações apontam que não pode haver a proibição, pois fere o direito de propriedade de cada um. Mas o bom senso deve se fazer presente.

Assim, a maior indicação é que o morador vá encontrar o entregador, evitando que o mesmo acesse o interior do condomínio e coloque outras pessoas em risco.

Enfim, garantir uma boa convivência com os vizinhos não é algo assim tão difícil. Portanto, procure agir da maneira certa e garantir um bom relacionamento com todos a sua volta.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

FONTE

Confira dicas para uma boa convivência entre vizinhos. Estadão. Consultado em 4 de novembro de 2021.